Star Wars o filme

Já foram divulgadas as primeiras imagens do novo filme da franquia Star Wars. Deve ser uma animação muito bem recomendada com estréia prevista para agosto deste ano. Nunca assisti a algum desses filmes, mas me interesso em acompanhar essa nova produção. Espero poder ajudar os aficionados por Guerra nas Estrelas.

Conheça um pouco mais da história:

Filme Star wars

Star Wars ou Guerra nas Estrelas é o título de uma Space Opera que foi transformada em uma série de seis filmes de ficção científica. Como subprodutos surgiram também uma franquia literária, uma série de jogos eletrônicos e desenhos animados (incluindo inúmeras prequelas, sequências e adaptações literárias) baseados nas idéias do cineasta e roteirista George Lucas. Os filmes, organizados em duas trilogias, abordam a transição histórica “numa galáxia muito, muito distante….” onde ocorre a queda da República Galáctica e a implantação e posterior derrocada do Império Galáctico sob comando do senador Palpatine (Lord Sith).

Os episódios são:
Episódio———————Data de lançamento
I. A Ameaça Fantasma——- Maio 19 de 1999
II. O Ataque dos Clones—— Maio 16 de 2002
III. A Vingança dos Sith ——Maio 19 de 2005
IV. Uma Nova Esperança——Maio 25 de 1977
V. O Império Contra-Ataca—-Maio 21 de 1980
VI. O Retorno de Jedi———Maio 25 de 1983

Fonte: Wikipedia

Imagine-se grávida, se for mulher, claro! Agora, imagine também que terá gêmeos e que, aos seis meses de gravidez, seus filhos começam a dar os famosos chutinhos na sua barriga….
Essa é uma história comum para todas as mulheres que têm ou pretendem ter filhos, mas para a britânica Michelle Stepney, de 35 anos, esses chutinhos valeram a sua vida!

Gêmeos expulsam tumor maligno da mãe na hora do parto

Ela estava grávida de gêmeas quando foi levada para o hospital com um sangramento. O que poderia ser o início de um aborto, foi detectado que Michelle estava com câncer cervical. O sangramento veio dos chutes dos bebês que acabaram de expelir um pedaço do tumor do colo do útero.

Se o sentido da vida dos homens é a procriação da espécie, preparem-se para uma revolução na metodologia!!! Já imaginou uma mulher gerando por si mesma o seu próprio filho? E quem disse que é necessário um ser  feminino e outro do masculino para gerar novos frutos? A novidade da medicina aponta meios não-convencionais de se obter a fecundação: a criação de espermatozóides a partir de células femininas. Isso mesmo!Teríamos o fim da dependência entre homens e mulheres homossexuais, além de uma revolução genética, por exemplo: o filho de um casal gay teria 100% dos genes dos pais. Totalmente inacreditável! E você? É adepto à criação independente?