Inacreditável! Quem já imaginou poder assistir ao backstage de um parto normal, sabendo os mínimos movimentos do que acontece no corpo da mãe ao expulsar naturalmente o bebê está para nascer? Pois bem, esse vídeo que aqui vos trago é exatamente o nascimento de uma criança visto por um aspecto mais inside em uma mulher grávida!

parto-natural

Esses 25 segundos de captação só foram permitidos graças a uma máquina de ressonância magnética que filmou os últimos momentos do parto natural. Espero que não tenha trazido nenhum prejuízo para mãe nem para o bebê.

Para as mais sensíveis, vou avisando que enxergar o nascimento dessa maneira pode fazer refletir sobre o comportamento do nosso corpo no momento da gestação e pode mudar sua opinião sobre o processo natural de conceber a vida!

É incrível, mas aconteceu! Para os seguidores de São Tomé, que só acreditam vendo, eis que surge a prova de uma digna passagem histórica: a ressurreição de um ser vivo após ser considerado morto através da criogenia! Em termos mais populares: veja abaixo o peixe que foi congelado e ressuscitou ao ser colocado novamente na água em temperatura normal.

peixe ressucita

Mas, afinal, o que Criogenia?
Bom, sabe-se que é um ramo da físico-química que estuda o comportamento de elementos e seres em baixíssimas temperaturas abaixo de 150°C e pode ser explorado em nitrogênio líquido, como foi o caso da experiência do peixe. Ele foi colocado em um vasilhame com tal conteúdo e foi obviamente congelado. Depois retornou para o ambiente com água em temperatura normal e voltou à vida!

Via: TechTudo

Mudar visual com lentes coloridas é coisa do passado! Bom, pelo menos é o que promete a nova técnica à laser para mudar cor dos olhos apenas com laser! O médico Gregg Homer, da Califórnia, garante que é possível colocar outra pigmentação no olho, transformando uma pessoa de olhos castanhos para azuis, por exemplo.

mudanca-olhos

Ele afirma que o procedimento dura cerca de 20 segundos e é tudo feito à laser sem oferecer riscos ao paciente. O que o laser faz, de acordo com o especialista, é retirar a camada escura da íris e permitir que a mais clara seja a predominante. Mas alerta que uma vez retirada essa camada, não existe possibilidade de reconstruí-la! Então, é preciso pensar muito antes de realizar esse procedimento estético.

A nova técnica ainda não está no mercado, mas promete aquecer o leque das clínicas de estética quando for apresentada ao mercado norte-americano, previsto para ser lançado daqui há três anos. Será que a moda vai pegar?

Para saber mais: KTLA